top of page

Vantagens do Piezômetro LLK em comparação ao de Corda Vibrante

Em estruturas como barragens, é necessário obter informações sobre as condições geológicas periodicamente. Pensando nisso, a LLK Engenharia analisou as soluções mais comuns disponíveis no mercado para medição de comportamento do nível d’água para demonstrar quais são as vantagens e desvantagens de cada uma, a fim de poder auxiliar na escolha da solução que seja mais eficiente e que melhor se adeque às necessidades de cada processo.


Um exemplo de tecnologia comum para o monitoramento de barragens é o sistema composto de piezômetros de corda vibrante. Esse sistema contém um fio de aço tracionado com uma das extremidades presa a um diafragma, o qual é submetido a deformações em função do aumento da pressão externa. Esse fio é eletricamente excitado, gerando vibrações, de forma que a frequência de ressonância da vibração é proporcional à tensão no fio.

Uma das desvantagens desse piezômetro é que se houver deslocamento do sensor, a tensão do cabo muda, mudando assim a frequência de ressonância, que causa alteração nos resultados. Além disso, não é possível calibrar o sensor no local em que está instalado. Dessa forma, é necessário que ele seja removido e levado até o laboratório de testes para que seja calibrado. A vida útil desse aparelho também é um ponto fraco. O piezômetro corda vibrante necessita ficar saturado na água para começar a medir, ou seja, até que o equipamento comece a registrar, a variação da umidade do solo já teve grande variação.


No piezômetro LLK não é necessário saturar a quantidade de água no equipamento para que o mesmo funcione. Dessa forma, a medição começa no momento em que o sensor atinge o ponto de calibração.


Analisando os pontos fracos da corda vibrante, encontramos a solução em um sensor piezo-resistivo que conta com um sensor de nível com corpo de titânio, cabo resistente à água e hidrocarbonetos, já que tem contato direto e frequente com esses materiais, Malha de Kevlar (Resistente a esforço de tração), permitindo a instalação de um cabo maior, Tubo de Vent (Diferencial de pressão), Proteção interna contra surtos e certificação IP 68.

Esse sensor não possui os problemas existentes na corda vibrante, inclusive não possui o problema da calibração, uma vez que é possível o calibrar com um gerador de pressão específico que ainda permite, na calibração, definir a pressão local como 1atm. Logo, não é necessário calcular a diferença de pressão atmosférica com base na altitude do local e, além de todas essas funcionalidades, por meio desse gerador de pressão é possível gerar relatórios rastreáveis e garantidos pelo certificado do Inmetro.

bottom of page